Menu
Página Principal            
Classificados Eróticos 
Acompanhantes            
Faça seu cadastro        
Alterar Anúncio           
Coloque seu Anúncio  
Por que anunciar???    
Dicas e matérias       
Minha Conta    
Tire suas dúvidas          
Contatos                         
Sites Parceiros              
Sites Pornográficos      
 
 






 

Matérias e Dicas de Sexo

 

Como saber se ela gozou

 

Como saber se a mulher gozou ou fingiu?

 Você já ficou em dúvida se ela gozou? Teve coragem de perguntar? Quando perguntou, se sentiu meio bôbo? Ou você é do tipo que acha que toda mulher goza contigo? Bem, gato, se este último caso é o seu, sinto informar que provavelmente você esteja se iludindo.

 

Infelizmente, o percentual de mulheres que gozam ainda é relativamente baixo, então não é provável que todas as mulheres realmente gozem com você. Se todas elas gozam, muito  provavelmente você anda transando com um monte de fingidas mesmo... Difícil admitir isto? Então comecemos do princípio:

 

Tenho um amigo que diz: “Não vou mais transar com a fulana porque ela não goza”. Ora, com essa exigência toda, ela vai se sentir tensa e não vai gozar mesmo. Ou, se tiver muito medo de perdê-lo, vai resolver fingir para te agradar. Um homem nunca deve reclamar para uma mulher do fato de ela não gozar. E, mesmo sem reclamar, é capaz de ela perceber que isto o incomoda. O resultado, na maioria das vezes, é fingimento.

 

Se um homem quer mesmo que a mulher goze, deve começar por mostrar que a falta de orgasmo dela não tira o tesão dele. Deve conversar e perguntar se há alguma coisa que possa fazer para ajudá-la a gozar. Aqui no site há muitas dicas de como levá-la ao clímax. Mas nunca exija um orgasmo, inclusive porque gozar é um direto da mulher, não uma obrigação. 

 

Como saber se ela gozou?

Se uma mulher está excitada, sua vagina fica molhada e seu clitóris fica inchado. A vulva é uma espécie de pênis embutido. Ela também se enche de sangue, lateja quando a excitação é grande, causa uma certa ereção do clitóris e até mesmo uma “ejaculação” no momento do orgasmo. Em algumas mulheres a ejaculação é muito intensa, já em outras é apenas sutil. Mas em todas deve ser perceptível que a vagina fica mais molhada durante o clímax. Pena que atualmente, com o uso da camisinha, não dê para perceber isto. Você está se perguntando se há alguma glândula que faz isto? Não, não há. É o clitóris quem deixa a mulher molhada na excitação, e é ele mesmo quem a deixa ainda mais molhada na hora do orgasmo.

Então, não pode haver excitação verdadeira sem que a mulher fique molhada, nem pode ter havido orgasmo verdadeiro se o clitóris não inchou. Claro que excetuam-se as mulheres que já passaram da menopausa ou que retiraram os ovários. Estas, se não fizerem reposição hormonal, tendem a produzir pouca lubrificação. Mas o clitóris sempre inchará com a excitação.

Tenho uma amiga que foi para um motel com um cara e de repente perdeu o tesão. Ele, tentando estimulá-la, resolveu fazer sexo oral. Fez o que podia mas não teve jeito: ela não se excitou. É o que se pode chamar de “brochada feminina”. Viu? Mulher também brocha! Foi aí que ela teve a brilhante idéia de fingir. Gemeu o melhor que pôde e virou para o lado. O cara foi ao banheiro, voltou já vestido da cabeça aos pés, e disse: “Não precisa fingir que está extasiada. Eu sei que você não gozou.” Ela, sem entender como ele podia saber, insistiu que tinha gozado. Ficou aquela briga: gozei, fingiu, gozei, fingiu... até que ele finalmente revelou: “Seu clitóris estava mole, você não chegou nem a ficar excitada, sua mentirosa!” Foi aí que a minha amiga descobriu que seu clitóris inchava durante a excitação. Aliás, por falar em inchar, quando o bico do peito fica duro, não quer dizer, necessariamente, que a mulher esteja excitada. Muitas vezes é só frio. Roupas ásperas também podem causar isto. Não se iluda.

 

Já as contrações vaginais podem ser fingidas por algumas mulheres, só depende de treino. Mas não é possível fingi-las do jeito exato em que ocorrem no orgasmo. O homem, com a experiência, pode diferenciá-las.

 

O importante é dizer que não há orgasmo só com respiração intensa e gemidos. Gritos também não são indicativo de que a mulher chegou lá. Um orgasmo necessariamente causa algum tipo de contração no diafragma. Há espasmos, às vezes muito intensos. Algumas mulheres mais tímidas podem gozar de forma bem discreta, mas o bom observador vai perceber que naquele momento ela ficou “transtornada”, fez uma viagem a algum lugar. E as contrações vaginais ocorrem até nas tímidas.

 

Mas cuidado para não ver fingimento onde não há!

Não espere sempre uma série de orgasmos consecutivos. Há mulheres que só gozam uma vez, assim como os homens. Depois de um orgasmo muito intenso, este tipo de mulher fica meio exaurida e precisa de um tempo para se recuperar. Nestas horas ela não quer que você toque no seu clitóris, às vezes nem ao menos no seu corpo, porque dá aquele “choquinho” desagradável que muitos homens sentem no pênis depois de gozar. Converse com ela, se quiser, para saber que tipo de orgasmo ela costuma ter. A maioria das mulheres têm diversos clímaxes sucessivos. Mas não esqueça que uma pequena parte tem um só, muito forte e satisfatório. Como este orgasmo é muito parecido com o masculino, você poderá entendê-la e imaginar o que a agrada ou desagrada depois gozo.  Só não pode achar que ela não gozou e chamá-la de mentirosa ou ficar frustrado.

 

 

voltar

 

 

© 2014 Rede do Sexo