Menu
Página Principal            
Classificados Eróticos 
Acompanhantes            
Faça seu cadastro        
Alterar Anúncio           
Coloque seu Anúncio  
Por que anunciar???    
Dicas e matérias       
Minha Conta    
Tire suas dúvidas          
Contatos                         
Sites Parceiros              
Sites Pornográficos      
 
 






 

Matérias e Dicas de Sexo


Manual do Sexo Anal

Quem falou que as mulheres não gostam de sexo anal?Ainda há muitos preconceitos quanto a este tipo de sexo, mas se feito com a pessoa amada é gostoso demais! Se feito com quem amamos e com jeitinho é muito gostoso e nada doloroso.A mulher tem que estar relaxada para a penetração não ser dolorosa e requer também perícia do homem.Um bom Amante faz do sexo anal algo maravilhoso.

78% dos homens brasileiros dizem que a bunda é a primeira coisa que eles olham numa mulher. Brasileiro adora bunda. Uma enquete realizada pelo Por Prazer revelou que a bunda é a parte do corpo feminino preferida por 78% dos homens. Parece óbvio que essa preferência não é exclusivamente estética. Mais do que olhar, eles querem comer.

O problema é que esse gosto exacerbado pelo bumbum não encontra correspondência à altura no comportamento das mulheres. A maioria não dá, ou diz que não dá. Outras tantas fazem da bunda uma espécie de última trincheira que elas só entregam a quem realmente merece, em troca de muito carinho e promessas de amor eterno. É o que se chama vulgarmente de "fazer cu doce".

Verdade seja dita: apesar da bunda entrar livremente nos lares mais respeitáveis rebolando e cantando, dar a bunda ou, se você preferir, tomar na bunda, continua tendo um forte sabor de coisa proibida.

Há, certamente, quem goste (e muito) de dar. Já conheci mulheres para quem uma transa sem sexo anal era uma trepada incompleta. Essas não só gostavam como faziam questão. Por outro lado, existem aquelas que experimentaram e não gostaram. A principal alegação é de que sentiram apenas dor e nenhum prazer.

Qual a razão de opiniões tão divergentes se nas outras formas de intercurso sexual o prazer é quase um consenso? Primeiro porque existem, em nossa sociedade, os paradigmas de que o sexo anal é doloroso e sujo.

A cultura ocidental, fortemente influenciada pela igreja, sempre catalogou o coito anal como antinatural. Isso porque, por não servir à reprodução da espécie, o sexo anal tem como único objetivo o prazer, e trepar por prazer é considerado pecado.

As mulheres, especialmente elas, sempre foram induzidas a acreditar nesses paradigmas e terminam por encarar o sexo anal com apreensão e até medo. Isso as torna tensas e essa tensão contribui para tornar a penetração difícil e dolorosa. Mas se o homem for cuidadoso e a mulher estiver relaxada, confiante, excitada e cheia de tesão, a penetração anal pode se dar sem dor.

O objetivo deste manual é contribuir para que homens e mulheres possam usufruir o sexo anal com o máximo de prazer.

CUIDADOS ESSENCIAIS

  • O pênis e o ânus devem estar limpos. Um bom banho antes faz com que os parceiros se sintam mais seguros e ajuda a relaxar;
  • O ânus não possui lubrificação natural. Portanto use algum produto que ajude nessa tarefa. A saliva não é eficiente porque seca muito rápido. A velha e boa vaselina ainda cumpre seu papel, mas atualmente existem produtos mais adequados, como o K.Y. da Johnson&Johnson, um gel solúvel em água, sem cheiro e com gosto de soro fisiológico;
  • As unhas devem estar bem cortadas e limpas.

ENTENDENDO A ANATOMIA

O corpo humano possui dois esfíncteres (músculos circulares que fazem com que o orifício se contraia e relaxe) anais. O primeiro esfíncter fica na entrada do reto e o segundo uns três centímetros mais para dentro. Ao contrário da vagina que é bastante elástica e possui baixa sensibilidade, esses esfíncteres são cheios de terminais nervosos, tornando-os extremamente sensíveis. É por essa razão que a distância entre dor e prazer é tão tênue.

PRELIMINARES

Se as preliminares são importantes em qualquer relação sexual, no sexo anal elas são indispensáveis. A mulher tem que estar excitada, com tesão e querendo dar o bumbum pra você. Sendo assim, capriche nos beijos, nas carícias, nas palavras ("sejamos docemente pornográficos", já dizia o poeta Drummond de Andrade) e use a língua. Afinal, nada mais justo do que cobrir de beijinhos, mordidinhas e lambidas uma coisa que você deseja tanto.

PREPARANDO O TERRENO

Use o dedo. Ele tem importância fundamental nesse processo. Pegue o K.Y. (ou a vaselina) e espalhe uma boa quantidade, fazendo movimentos circulares em torno do ânus. Depois, introduza o dedo bem devagar. Não vá fundo (pelo menos, ainda não). Meta apenas a ponta do dedo e faça movimentos suaves e lentos de entra e sai. Isso irá ajudar sua parceira a relaxar, além de excitá-la muito. Aos poucos, vá aprofundando a penetração, sempre atento às reações dela. Lembre-se: seu objetivo a ter e dar prazer.

Use a língua - O ato de lamber ou chupar o ânus é chamado cientifica-mente de "annilingus".

Os médicos são unânimes em afirmar que o sexo anal não faz mal à saúde, desde que sejam observados certos cuidados de higiene.

Penetre o ânus com um ou dois dedos lambuzados de K.Y. Isso ajudar a relaxar o esfíncter e vai deixar sua parceira ainda mais excitada.

DEVAGAR E SEMPRE

Na hora de botar, use mais K.Y. nela e em você também. Quanto mais lubrificado, melhor. Por mais que você esteja a fim, vá com calma. É necessário aliar paciência e firmeza para merecer estar no fundo daquela bunda que você tanto deseja. Em geral, a penetração compreende três etapas. Primeiro, encoste a cabeça do pau no lugar certo e exerça uma pressão suave mas determinada. Quando a glande estiver dentro, pare, dê um tempo para que o esfíncter se dilate e se acomode à presença do "invasor". Sussurre umas sacanagens gostosas no ouvido dela, beije seu pescoço, sua nuca, de modo a manter a excitação sempre em alta. No segundo estágio, penetre aos poucos até que a metade do pênis esteja dentro do ânus. Sempre com calma, comece a se movimentar suavemente, lentamente, para dentro e para fora. A partir daí não tem retorno. É se entregar ao delírio de estar, finalmente, comendo a bunda da gata que, se tudo tiver sido feito direitinho, estará experimentando um prazer intenso, diferente de todos os outros. Se não for uma múmia, ela irá colaborar com seus movimentos, empurrando o bumbum de encontro ao seu corpo, ditando o ritmo que lhe seja mais prazeroso. O terceiro estágio da penetração? É ela quem decide quando e lhe dá o sinal verde pedindo "bote tudo, meta toda...".

Quando a glande entrar, pare um pouquinho...

Depois vá enfiando até que a metade do pênis esteja dentro do ânus.

As Posições Usadas no Sexo Anal  

Algumas posições se prestam melhor para a prática do sexo anal, mas essa é uma questão estritamente pessoal. Posição boa é aquela em que os dois se sentem confortáveis e podem usufruir plenamente dos prazeres daquele momento. Invente a sua!

De quatro - a posição clássica    

É a mais tradicional e também a mais usada de todas. É confortável para ambos, possibilita penetrações profundas e tem vista para o paraíso

De bruços - quase todas gostam

 

Muito apreciada pelas mulheres. A penetração se dá mais facilmente se a mulher colocar uma almofada sob a barriga, deixando assim o bumbum mais empinado. Permite mais intimidade entre os parceiros do que a posição anterior. Aproveite para dizer baixinho no ouvido o quanto ela é gostosa.

De ladinho   

Proporciona movimentos mais suaves e permite que a mulher tenha controle sobre a penetração, dosando a profundidade. Indicada para iniciantes ou para mulheres muito sensíveis à dor.

Em pé

A mulher deve se inclinar um pouco, apoiando-se na parede ou em móvel qualquer, com as pernas separadas. Entra fácil.

De frente

Apesar de pouco utilizada essa posição tem inúmeras vantagens. O contato entre os parceiros é muito íntimo, vocês podem se olhar nos olhos, se beijar, curtir as reações um do outro, se dizer coisinhas... A mulher fica com as mãos livres e pode se masturbar enquanto é penetrada. Para facilitar a penetração, ele deve colocar uma almofada sob a bunda.

Cavalgando

Essa é para mulheres experientes em sexo anal. Ajoelhada ou agachada sobre o parceiro, de frente ou de costas para ele, a mulher "come" o pênis com o ânus. O controle é todo dela. Quem nunca teve o pau engolido assim não conhece o paraíso.

E O ORGASMO, COMO FICA?

Algumas mulheres conseguem gozar apenas com a penetração anal. A maioria, porém, precisa de manipulação do clitóris, com os dedos ou com um vibrador, para atingir o orgasmo. Portanto, masturbe sua gata ou incentive-a fazer isso durante o ato. Certas mulheres descrevem o orgasmo obtido dessa forma (com penetração anal acompanhada da manipulação do clitóris) como a mais intensa e prazerosa de todas as sensações.

DICAS

  • O atrito gerado durante a transa provoca microfissuras (pequenos arranhões invisíveis a olho nu) no ânus e no pênis que são verdadeiras portas abertas para a entrada de vírus e bactérias causadoras de doenças graves. Só existe um jeito de evitar isso: use camisinha.
  • Nunca, mas nunca mesmo, introduza o pênis na vagina depois de ter feito sexo anal, sem antes lavar o pênis ou trocar de camisinha. Isso pode provocar corrimentos e outras infecções graves na mulher
  • A prática muito freqüente do sexo anal pode, com o tempo, provocar um certo afrouxamento do ânus. Isso pode ser evitado com exercícios que tonificam as músculos do esfíncter.
  • Se a mulher tem o ânus sensível demais, pode misturar um pouquinho de anestésico (xilocaína, p.ex.) ao K. Y. e lubrificar o ânus com essa mistura antes da transa. Mas atenção: a quantidade de anestésico deve ser bem pequena para a evitar a perda de sensibilidade do pênis. Se isso acontecer, a perda de ereção é inevitável e pau mole nem no céu entra.
  • Mulheres experientes em sexo anal afirmam que uma forma de evitar a dor é fazer força, como se estivesse "indo ao banheiro", no momento da penetração. Isso faz com que o ânus se dilate e agasalhe o pênis confortavelmente

 

 

 

voltar

 

 

© 2014 Rede do Sexo